Arquivo de março, 2011

Ontem eu e a Tica participamos de uma mesa na Semana da Mulher da FFLCH (Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas) da USP que tinha como tema “Mercantilização do corpo e do sexo”. A Thandara, quem me convidou pra participar, queria que eu falasse especificamente da representação da mulher nos meios de comunicação, e um pouco sobre a mulher nos espaços de produção de cultura também, a partir do Festival Mulheres no Volante. [Tudo isso em dez minutos. Rysos.]

(mais…)

Rumo ao #mnv5!

Publicado: março 28, 2011 em mulheres no volante, riot grrrl

 

Oficina de stencil no MnV 4.0, por Maria Hallack e Carol Motta.

 

Obrigada a todas e a todos que contribuíram para o sucesso do Festival Mulheres no Volante 4.0, à Funalfa, pelo convite para participar da programação do Mês da Mulher, e ao Centro Cultural Bernardo Mascarenhas, por todo o apoio.

Esperamos, nos próximos anos, ter muito mais bandas mistas e femininas, muito mais poetisas, artistas plásticas, diretoras de cinema, grafiteiras, fotógrafas, designers e produtoras culturais. Esperamos contribuir para inserir as mulheres nas mais diversas linguagens, e para começar a mudar alguns pensamentos de homens e mulheres. (mais…)

É com um misto empolgação e enorme ansiedade que convido as leitoras e leitores desse blog para a quarta edição do Festival Mulheres no Volante, em Juiz de Fora (MG).

#mnv4 #mulheresnovolante

(mais…)

O Mulheres no Volante (MnV) é um festival cultural feminista que tem por objetivo inserir as mulheres na sociedade a partir da cultura, incentivando e prestigiando sua produção artística em diversos campos: na música, na literatura, no cinema, na dança, … O festival surge da observação de que as mulheres ainda são minoria no chamado espaço público, ocupando, em grande parte das vezes, postos de trabalho relacionados ao trabalho doméstico e de cuidados da sociedade – até hoje. O MnV vem, portanto, no sentido de contribuir para superar essa histórica desigualdade que reflete-se, inclusive, na arte. Basta olhar para a quantidade de instrumentistas em bandas e produtores de eventos para constatar que esse também continua sendo um meio “masculino”.

No entanto, será que as participantes do festival compartilham dessa visão feminista de mundo? Buscando descobrir se o MnV, de fato, atinge seu objetivo de comunicar o feminismo, entrevistamos as musicistas que se apresentaram durante a segunda edição do Festival Mulheres no Volante (MnV 2.0), em 2008. As entrevistas deram origem ao documentário Mulheres em Movimento 2.0.

 

(mais…)