Com o microfone: dama Tiely Queen

Publicado: junho 28, 2011 em riot grrrl

Este post é parte da #blogagemcoletiva convocada pelas Blogueiras Feministas para o dia do Orgulho LGBT.

Com o microfone: dama Tiely Queen

Quem circula pelos rolês ativistas e culturais paulistanos com certeza já trombou com esses dreadlocks por aí. Figura conhecidíssima na capital paulista, a rapper Tiely Queen coordena o projeto HIP HOP MULHER, que completa responsáveis três anos de existência. Além de rapper, Tiely é atriz, cineasta, e já jogou muito futebol. Ela também é uma das curadoras do LesFest. Conversamos sobre o festival na feira da diversidade do 15º Mês do Orgulho LGBT. Confiram.

Foto: Elaine Campos. Show pelo Fim da Violência Contra as Mulheres 05/12/10 | Parque do Carmo | São Paulo/SP

 BP: Tiely, conte um pouco pra gente sobre o que é o LesFest.

TQ: O LesFest é um festival de cultura lésbica que vai acontecer em agosto, mês da visibilidade lésbica. No 15º Mês do Orgulho LGBT, estamos dando uma amostra da presença da mulher lésbica no universo cultural. Convidamos artistas que têm relação com a linguagem LGBT pra dar uma canja de seu trabalho e pra articular com a galera. Estamos fazendo essa mobilização tanto nas casas de show, onde faremos eventos esta semana, quanto nos stands montados na feira da diversidade, onde estamos buscando parcerias. Queremos esquentar o motor da mulherada pra agosto!

Foto: Elaine Campos. Marcha Contra Homofobia | 19/0211 | São Paulo/SP

BP: Como é o processo de curadoria do festival? 

 TQ: Todas as curadoras têm envolvimento com movimentos culturais, e algumas delas são ligadas ao movimento feminista. Através de pesquisa dentro da sua área de atuação, cada uma busca fazer um levantamento de quem são as outras lésbicas e as convida para o festival.

 Eu fiz um mapeamento das lésbicas dentro da cultura hip hop – o que foi bem fácil, porque são poucas. Mas foi interessante, porque as meninas ficaram curiosas,  algumas se autodeclararam: “mas eu sou bi, serve?”. Outras puderam se conhecer: “nossa, vc também é? Então vamos participar!”. [risos] Tivemos mais facilidade na área das artes plásticas, pois tem muitas grafiteiras, e no rock também.

Foto: Roseane Arévalo. 9a Caminhada Lésbica - São Paulo/SP

BP: Muito se tem falado na questão da visibilidade lésbica dentro do movimento LGBT. Este é o nono ano que acontece a Caminhada Lésbica, um dia antes da Parada do Orgulho LGBT, e é a primeira vez que o LesFest é realizado. Você acha que esses eventos, assim como a própria mudança da sigla (GLBT para LGBT) representam uma conquista das lésbicas dentro do movimento?

 TQ: As lésbicas atuam dentro da feira e do contexto geral da Parada buscando visibilidade, buscando um espaço dentro do próprio movimento. Essa é uma luta que a gente vem fazendo há muitos anos. Eu já participei de stands do movimento lésbico, do partidário, do feminista, do movimento de base mesmo, de contestação… Mas enquanto movimento cultural é a primeira vez que organizamos este espaço. No geral, é tudo muito disperso. Agora a gente quer unir.
————-
Está dado o recado. Se você se interessou em participar do LesFest, escreva pra ela: hiphopmulher@gmail.com
Anúncios
comentários
  1. ROSEANE disse:

    mais é um orgulho ! parabéns pela matéria Bruna!

  2. Tiely Queen disse:

    \o/ Tamujunta mulherada!!!

  3. brunaprovazi disse:

    Valeu, meninas!! É #noise!
    Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s