Arquivo de junho, 2014

“NESTE ANO FAÇA ALGO POR VOCÊ
APRENDA A DANÇAR
FORRÓ
ZUMBA”

Foto: Bruna Provazi.

Foto: Bruna Provazi.

Assim diz o letreiro neon no coração de Higienópolis, como uma promessa de ano novo sussurrada no ouvido da amiga indecisa às cinco pra meia-noite na Riviera à beira-mar. O que ele não diz é que está cobrando pelo nosso ócio criativo, que trabalhamos tanto que o dinheiro ganho vai direto pagar nossa desopilação. Se estressar custa caro these days. Mas o suficiente pra ser parcelado em três vezes sem juros no cartão.

Conto as horas pra chegar o fim de semana. Mas quando ele chega, é preciso fazer uma promessa pra que o ponteiro fique mais pesado e se arraste devagar. Quando me descuido, ele já virou uma tarde vã de domingo… e uma noite desesperada de domingo, na busca louca pelo que não vai dar pra adiar mais, seja um sonho de vida ou um restinho de louça pra lavar. (mais…)

[Texto escrito a convite da WIFT (Women In Film & Television) Brasil, em ocasião da mostra “Silêncios Históricos e Culturais”*, que marcou os 50 anos do golpe militar no Brasil.]

Cena do documentário “O Eco das Canções”, de Antonia Rossi.

Cena do filme “O Eco das Canções”, de Antonia Rossi.

Quanto de nós é resultado das paisagens que vimos, das músicas que ouvimos, dos comerciais que passavam na tevê enquanto crescíamos? Em que parte os rumos que nossa vida tomou foram influenciados pelo contexto histórico que vivemos? Em “El Eco de Las Canciones” (2010), Antonia Rossi abre seu álbum de família tentando encontrar sua identidade no turbilhão de imagens, sons e sentimentos que vão surgindo em seus sonhos e em sua memória. (mais…)